BEM-VINDO!

É UM GRANDE PRAZER RECEBÊ-LO!
COOPERANDO IREMOS MAIS LONGE, MAIS RÁPIDO E EM MELHORES CONDIÇÕES.
FIQUE À VONTADE. :)

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Deixei de ouvir-te



Olá!

Poesia é algo tão maravilhoso, que, mesmo em meio a dor está presente, e é consolo.
Tanto para quem faz/escreve, quanto para quem lê/aprecia.
Não há quem  não tenha passado pelo luto, quem não tenha sofrido pela morte de um ente querido. 
Gostei da forma como a poetisa coloca a dor em poucas palavras.
Espero que aprecie também.

Com carinho, 
                           Lúcia Barros







Deixei de ouvir-te

Maria do Rosário Pedreira


Deixei de ouvir-te. E sei que sou
mais triste com o teu silêncio.

Preferia pensar que só adormeceste; mas
se encostar ao teu pulso o meu ouvido
não escutarei senão a minha dor.

Deus precisou de ti, bem sei. E
não vejo como censurá-lo

ou perdoar-lhe.