BEM-VINDO!

É UM GRANDE PRAZER RECEBÊ-LO!
COOPERANDO IREMOS MAIS LONGE, MAIS RÁPIDO E EM MELHORES CONDIÇÕES.
FIQUE À VONTADE. :)

quarta-feira, 6 de março de 2013

Corte o galho

 

Olá!

Às vezes nos acomodamos tanto, que esquecemos como é bom fazer algumas coisas.

Não deixe que a correria diária, te impeça de viver.

Se for preciso, peça a alguém para cortar (quebrar, rsrs) o seu galho. E, se acontecer de quebrarem seu galho sem seu consentimento ou conhecimento, não brigue, apenas aproveite e... voe! 

Esta foi minha amiga +Alda Machado  que me enviou.

Alda, beijo e obrigada querida! 

Com carinho,

                         Lúcia Barros.

 

 

 

  "Era uma vez um rei que recebeu de presente dois falcões magníficos da Arábia. Eram falcões-peregrinos, os pássaros mais lindos que ele já tinha visto. O rei mandou os dois pássaros preciosos para serem adestrados pelo mestre de falcoaria.


Passaram-se meses e, um dia, o adestrador de aves informou ao soberano que um dos falcões estava voando majestosamente, planando nas alturas, enquanto o outro pássaro não se movera do galho desde o dia em que chegou.

O rei convocou curandeiros e feiticeiros de toda a terra para se dedicarem ao falcão, mas nenhum deles pôde fazer o pássaro levantar vôo. Ele apresentou o desafio para os membros da corte, mas, no dia seguinte, o rei olhou pela janela do palácio e viu que o pássaro ainda não tinha se movido do poleiro.

Após ter tentado de tudo, o rei pensou consigo: "Talvez eu precise de alguém com mais experiência em assuntos campestres para entender a natureza deste problema". Então, ordenou à sua corte: "Vão, e tragam-me um camponês!

De manhã, o rei estava emocionado ao ver o falcão sobrevoando os jardins do palácio.

Ele disse aos membros da corte: "Tragam-me o autor desse milagre."

O camponês, foi logo encontrado e trouxeram-no para conhecer o rei. Este, então, lhe perguntou:

"Como você fez o falcão voar?"

Com reverência, o humilde camponês disse ao rei:

"Foi fácil, majestade. Eu simplesmente CORTEI O GALHO.""

ISHA
(Livro: Por Que Caminhar Se Você Pode Voar?)